Estudante controla robô avatar usando apenas o pensamento



Estar conectado mentalmente a outro corpo como no filme Avatar soa como uma experiência inatingível que não passa de um roteiro cinematrográfico. Talvez não por muito tempo...  Pela primeira vez uma pessoa em um aparelho de ressonância magnética controlou um robô localizado a centenas de kms de distância apenas com a força do pensamento.


 
Pesquisadores junto ao projeto Virtual Embodiment and Robotic Re-embodiment escanearam o cérebro de um estudante universitário, Tirosh Shapira, enquanto ele imaginava mover as suas pernas como se estivesse caminhando. Um algoritmo criado pela equipe auxiliou na interpretação das alterações no fluxo sanguíneo cerebral do estudante ocasionadas por essa tarefa. Os comandos foram então enviados via internet para um robô no Instituto de Tecnologia de Béziers (França).


O robô respondeu aos pensamentos quase ao mesmo tempo e uma câmera na cabeça deste permitia que o estudante assistisse o que está acontecendo na perspectiva do robô. Segundo Shapira, a experiência fez com que ele realmente sentisse que estava no robô.


A equipe pretende dar um passo adiante agora, adicionando elementos que ofereçam uma ilusão sensorial para enganar o cérebro e aumentar a sensação de incorporação no avatar. Além disso, a idéia é aperfeiçoar o algoritmo para captar cada vez mais nuances da atividade cerebral e consequentemente permitir um refinamento nos movimentos do avatar.


No vídeo abaixo pode-se assistir ao experimento, apesar de ainda parecer rudimentar as implicações do aperfeiçoamento desse tipo de trabalho são extremamente intrigantes.


 
Share on Google Plus

Sobre o Autor

Neurocientista cafeinômano envolvido com projetos que investigam a plasticidade sináptica. Nas horas vagas é abduzido por uma curiosidade extrema sobre as implicações do crescimento tecnológico exponencial que estamos vivenciando. Contato: luis.shgt@gmail.com
    Comentários
    Comente pelo Facebook